Categorias
Mundo

Os EUA reconhecem que a Índia é uma parte importante da conversa sobre o Afeganistão, afirma Jaishankar

Ministro das Relações Exteriores, S. Jaishankar. (Foto do arquivo ANI)

Exército dos EUA no Afeganistão: O presidente dos EUA, Joe Biden, anunciou em abril que até 11 de setembro deste ano todas as tropas seriam retiradas do Afeganistão e com isso terminaria a guerra mais longa do país.

Washington. O ministro das Relações Exteriores, S Jaishankar, disse que os EUA acreditam que, quando se trata de discutir o futuro do Afeganistão, a Índia é uma parte importante desse diálogo. Jaishankar está em visita oficial à América. Ele disse que a situação no Afeganistão foi discutida durante uma reunião com o Ministro da Defesa Lloyd Austin, o Secretário de Estado Antony Blinken e o Conselheiro de Segurança Nacional Jake Sullivan.

O Ministro das Relações Exteriores disse: ‘A questão do Afeganistão também foi levantada na reunião com o Ministro da Defesa, Ministro das Relações Exteriores porque é uma questão importante.’ “Assim que as tropas americanas partirem, certamente estaremos preocupados com o cenário possível, o Afeganistão também se preocupa com isso, é importante para os EUA e terá um grande impacto também em nível regional”, disse ele.

Na verdade, o presidente dos EUA, Joe Biden, anunciou em abril que até 11 de setembro deste ano todas as tropas seriam retiradas do Afeganistão e com isso a guerra mais longa do país terminaria. Conversando com um grupo de correspondentes indianos aqui, Jaishankar disse que o Afeganistão foi discutido em todas as reuniões.

“Não acho que foi um grande problema, qual é o papel da Índia? Quer dizer, a Índia tem interesse, a Índia tem influência, a Índia tem história lá. Somos um país da região. Compartilhamos uma fronteira com o Afeganistão.” Nos Estados Unidos e em muitos países, há uma crença clara de que quando você discute o futuro do Afeganistão, a Índia é uma parte essencial dessa conversa “, disse Jaishankar. Em resposta a uma pergunta, ele disse: ‘Houve uma discussão sobre o que pode acontecer , o que deveria ser, o que não deveria acontecer. ‘