Categorias
Mundo

Covid-19 – Acordo entre a Pfizer e a Comissão Europeia para a entrega de 300 milhões de vacinas

A Comissão Europeia e os grupos farmacêuticos Pfizer e BioNTech anunciaram na quarta-feira que chegaram a um acordo para a entrega de 200 milhões de doses de sua vacina experimental contra a Covid-19 com opção de 100 milhões de doses adicionais.

A Pfizer e seu parceiro alemão anunciaram na segunda-feira que sua vacina experimental foi mais de 90% eficaz com base em dados iniciais de um ensaio clínico em grande escala.
“As entregas devem começar até o final do ano, dependendo do sucesso clínico e das autorizações das autoridades regulatórias”, acrescentam os dois grupos farmacêuticos em um comunicado.

Em 9 de setembro, a Comissão entrou na última fase de suas negociações com a BioNTech e a Pfizer para adquirir delas até 300 milhões de doses.
“Amanhã (nota do editor, quarta-feira), vamos autorizar um contrato para um máximo de 300 milhões de doses da vacina desenvolvida pela empresa alemã BioNTech e Pfizer”, disse a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, nesta terça-feira.

“Se a vacina candidata BNT162b2 receber autorização da Agência Europeia de Medicamentos, a Comissão Europeia liderará o processo de distribuição das doses da vacina entre os estados membros da UE que foram selecionados para receber a vacina sob este acordo”, acrescentam Pfizer e BioNTech.

As vacinas para a Europa serão produzidas nas unidades da BioNTech na Alemanha, bem como nas unidades da Pfizer na Bélgica.

A União Europeia já assinou esses acordos com a AstraZeneca, Sanofi e Johnson & Johnson, que também estão trabalhando em vacinas experimentais.
Bruxelas está em discussões paralelas com Moderna, CureVac e Novavax para garantir que eles recebam doses de suas vacinas candidatas se forem consideradas eficazes e seguras.